sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Fontaine, Joan

Joan Fontaine
Atriz americana (1917-2013)

Irmã mais nova de Olivia de Havilland, começou sua carreira de atriz com o nome de Joan Burfield e estreou na telas em No More Ladies (1935). Embora tenha sido protagonista com Fred Astaire em Cativa e Cativante (1937) e com Douglas Fairbanks Jr. em Gunga Din (1934), foi apenas como a heroína de Rebecca, a Mulher Inesquecível (1940) que atingiu o estrelato e uma indicação para o Oscar. Ganhou o prêmio por Suspeita (1941) e foi novamente indicada por The Constant Nymph (1942). Seus papeis nos anos 40, incluindo Jane Eyre (1943), resvalaram para o elitismo, mas ela caminhou para personagens mais duros, às vezes corrompidos, como Born to be Bad (1950), Fligh to Tangier (1953) e Suave é a Noite (1962). Teve diversos maridos, entre eles o ator Brian Aheme e os produtores William Dozker e Collier Young. (1)

(1) 1000 Que Fizeram 100 Anos de Cinema. Istoé 




segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Estranha Compulsão

Título: Estranha Compulsão

Título Original: Compulsion

Direção: Richard Fleischer

Elenco: Orson Welles, Diane Varsi, Dean Stockwell, Bradford Dillman, E.G. Marshall, Martin Milner

Sinopse: Chicago, 1924. Judd Steiner (Dean Stockwell) e Artie Straus (Bradford Dillman) são dois jovens homossexuais que pertencem a famílias ricas. Os dois creem serem superiores intelectualmete, além disto se consideram acima da moralidade convencional. Para provar que são superiores, eles assassinam Paulie Kessler sem o menor motivo. Porém logo um pequeno detalhe faz o "crime perfeito" se mostrar falho. Para tentar alterar este quadro, as famílias de Judd e Steiner contratam Jonathan Wilk (Orson Welles), um famoso advogado que tem a fama de dobrar os jurados.

Ano: 1959 / País: EUA / Duração: 103 minutos / Gênero: Biografia, Crime, Drama 


Orson Welles, Dean Stockwell, and Bradford Dillman em "Estranha Compulsão (Compulsion) (1959)

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Ladrão de Bagdá, O

Título: Ladrão de Bagdá, O

Título Original: The Thief of Bagdad

Direção: Raoul Walsh

Elenco: Douglas Fairbanks, Julanne Johnston, Snitz Edwards, Anna May Wong

Sinopse: O ladrão Ahmed (Douglas Fairbanks) se apaixona pela filha do Califa de Bagdá, só que para ficar com ela terá que enfrentar os concorrentes. O pai dela diz que dará a mão da filha em casamento ao homem que trouxer o mais raro tesouro depois de sete luas. O ladrão sai nessa mágica jornada, mas ele não sabe que o outro pretendente, o Príncipe dos Mongóis, não está jogando limpo.

Ano: 1924 / País: EUA / Duração: 155 minutos / Gênero: Aventura, Fantasia


Douglas Fairbanks e Julanne Johnston em "Ladrão de Bagdá" (The Thief of Bagdad) (1924)

O Ladrão de Bagdá, filme mudo de ação dirigido por Raoul Walsh, o mestre do gênero, traz o ágil Douglas Fairbanks no papel de um ladrão espadachim que se transforma em herói ao se apaixonar por uma princesa interpretada por uma Julanne Johnston derretida de amor. O ladrão passa por várias provações antes de conquistar a garota, enfrentando a competição de um príncipe indiano (Noble Johnson), um príncipe persa (a atriz francesa Mathilde Comont, travestida) e um príncipe mongol sorrateiro (Sôjin), que é auxiliado em sua trama para Bagdá por uma criada traidora da princesa, interpretada de forma sublime por Anna May Wong. 

Fairbanks também foi coautor e produtor dessa fantasia épica, um dos filmes mais caros da década por conta de figurinos extravagantes, efeitos especiais de ponta, cenários suntuosos e cenas de multidão que exigiam inúmeros figurantes. Fairbanks foi auxiliado nesse projeto ambicioso por seu irmão engenheiro, Robert, que assumiu a função de diretor técnico, e pelo fotógrafo revolucionário Arthur Edeson. Juntos, eles levaram a tecnologia da época ao limite, utilizando câmera lenta, dupla exposição, técnicas de animação e miniaturas. As cenas do filme, que incluem um tapete voador, um cavalo alado, um dragão que respira fumaça e um manto invisível parecem datados hoje, mas deixaram as plateias contemporâneas boquiabertas. Walsh era conhecido por seu inovador trabalho de câmera, evidenciado neste filme por um travelling impressionante, de sete segundos, do exército mágico do ladrão. A direção, os cenários e a estética estilizada do filme ainda possuem grande impacto visual. (1)

(1) KEMP, Philip. Tudo sobre Cinema. Tradução de Fabiano de Morais... et al. Rio de Janeiro: Sextante, 2011.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Amores de Apache

Título: Amores de Apache

Título Original: Casque d´or

Direção: Jacques Becker

Elenco: Simone Signoret, Serge Reggiani, Claude Dauphin, Raymond Bussières, Odette Barencey, Loleh Bellon, Solange Certin

Sinopse: Namorada de um criminoso apaixona-se por um carpinteiro, criando um perigoso triângulo amoroso. Uma história de amor, morte, amizade e ciúmes durante a movimentada Belle Époque. 

Ano: 1952 / País: França / Duração: 96 minutos / Gênero: Crime, Drama, Romance


Serge Reggiani and Simone Signoret em "Amores de Apache" (Casque d'or) (1952)

Jacques Becker estava determinado a fazer com que Amores de Apache não fosse, em qualquer sentido tradicional do termo, um filme histórico. "Queria que meus atores se comportassem como se vivessem na época em que se passa a história", explicou ele, "e não como se vestissem fantasias". Sua recriação da Paris da virada do século é cheia de detalhes e precisão, e dentro desse cenário seu elenco se move, fala e se sustenta com a mesma credibilidade do seu habitat natural. Todos os personagens, por mais breve que seja a aparição deles na tela, são caracterizados com exatidão o que dá aos expectadores a sensação de que – como o próprio Becker afirma – "continuam a vida fora do cinema, entre as cenas e antes mesmo de o filme começar". Este é um mundo visto por inteiro, sem romantismo ou sensacionalismo, e ser apresentado como uma comunidade complexa e viva por si só. 

No centro desse mundo estão os namorados amaldiçoados Marie e Manda. Becker era um diretor experiente no trato dos atores, sutil, respeitoso e atencioso, e conseguiu de Simone Signoret e Serge Reggiani as melhores atuações de suas carreiras. A química entre os dois é palpável – Reggiani terno e obstinado por sob a aparência de sobriedade frágil, Signoret ao mesmo tempo segura e vulnerável. (1)

(1) KEMP, Philip. Tudo sobre Cinema. Tradução de Fabiano de Morais... et al. Rio de Janeiro: Sextante, 2011.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Meias de Seda

Título: Meias de Seda

Título Original: Silk Stockings

Direção: Rouben Mamoulian

Elenco: Fred Astaire, Cyd Charisse, Janis Paige, Peter Lorre, George Tobias, Jules Munshin, Joseph Buloff, Wim Sonneveld

Sinopse: Ninotchka (Cyd Charisse), uma representante do governo soviético, vai a Paris para trazer de volta para a Rússia Peter Ilyitch Boroff (Wim Sonneveld), um importante compositor, pois os três enviados que tinham esta missão foram "motivados" a ficarem na cidade-luz por Steve Canfield (Fred Astaire), um rico americano que é produtor de cinema e que deseja que o músico trabalhe em seu novo filme. Inicialmente Ninotchka considera "decadente" tudo o que não é útil ao povo mas gradativamente é envolvida pela magia de Paris, que a faz se apaixonar por Steve.

Ano: 1957 / País: EUA / Duração: 117 minutos / Gênero: Comédia, Musical, Romance


Fred Astaire, Cyd Charisse, and Janis Paige
Peter Lorre, Cyd Charisse, Joseph Buloff, and Jules Munshin em "Meias de Seda" (Silk Stockings) (1957)

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Um Caso de Honra

Título: Um Caso de Honra

Título Original: The Winslow Boy

Direção: Anthony Asquith

Elenco: Robert Donat, Cedric Hardwicke, Basil Radford, Margaret Leighton, Kathleen Harrison, Francis L. Sullivan, Marie Lohr, Jack Watling, Walter Fitzgerald.

Sinopse: Na pré-WW1 Inglaterra, um jovem é expulso de uma academia naval durante um pequeno furto, mas seus pais levantam um furor político exigindo um julgamento.

Ano: 1948 / País: Inglaterra / Duração: 117 minutos / Gênero: Drama


Margaret Leighton, Sir Cedric Hardwicke, Neil North, Marie Lohr and Jack Watling
Robert Donat, Margaret Leighton em "Um Caso de Honra" (The Winslow Boy) (1948)

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Escravo de Si Mesmo

Título: Escravo de Si Mesmo

Título Original: Beware, My Lovely

Direção: Harry Horner

Elenco: Ida Lupino, Robert Ryan, Taylor Holmes, Barbara Whiting, James Willmas, O.Z. Whitehead

Sinopse: Helen Gordon (Ida Lupino) é uma extravagante viúva que contrata Howard Wilton (Robert Ryan) para lhe servir, mas ela se arrepende, pois Ryan é um psicopata que, apesar de parecer uma pessoa normal, tem ataques de loucura seguidos de amnésia. Suspense do início ao fim.

Ano: 1952 / País: EUA / Duração: 77 minutos / Gênero: Crime, Drama, Film-Noir 


Ida Lupino e Robert Ryan em "Escravo de Si Mesmo" (Beware, My Lovely) (1952)

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Melodia Interrompida

Título: Melodia Interrompida

Título Original: Interrupted Melody

Direção: Curtis Bernhardt

Elenco: Glenn Ford, Eleanor Parker, Roger Moore, Cecil Kellaway, Peter Leeds, Evelyn Ellis, Walter Baldwin

Sinopse: Biografia da cantora de ópera australiana Marjorie Lawrence, vítima de poliomielite.

Ano: 1955 / País: EUA / Duração: 106 minutos / Gênero: Drama, Musical 


Glenn Ford and Eleanor Parker em "Melodia Interrompida" (Interrupted Melody) (1955)

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Narciso Negro

Título: Narciso Negro

Título Original: Black Narcissus

Direção: Michael Powell, Emeric Pressbu

Elenco: Deborah Kerr, Flora Robson, Jean Simmons, David Farrar, Sabu, Esmond Knight, Kathleen Byron, Jenny Laird, Judith Furse, May Hallatt, Shaun Noble

Sinopse: Filme conta a história de uma freira que tenta manter uma missão num lugar remoto entre as montanhas do Himalaia.

Ano: 1947 / País: Inglaterra / Duração: 100 minutos / Gênero: Drama 


Deborah Kerr, Jean Simmons, and David Farrar em "Narciso Negro" (Black Narcissus) (1947)

Rutherford, Margaret

Margaret Rutherford 
Atriz britânica (1892-1972)

Embora tenha atuado em apenas 40 filmes, Margaret Rutherford é ainda apreciada vários anos após o seu falecimento. Professora de oratória e de piano, estreou no teatro com mais de 30 anos e, apesar de ter sido notada em The Demi-Paradise (1943), foi em Mulher do Outro Mundo (1945), no papel de Madame Arcati, outra excêntrica obcecada, que sua carreira decolou. 

Relação de Filmes: Ordem de Importância

1.º) Badaladas à Meia-Noite (1965)
2.º) Papai É Nudista (1959)
3.º) The Happiest Days of Your Life (1950)
4.º) A Caixa Mágica (1951)
5.º) A Importância de Ser Prudente (1952)
6.º) Quem Viu, Quem Matou... (1961)
7.º) Uma Mulher do Outro Mundo (1945)
8.º) Crime É Crime (1964)
9.º) Sherlock de Saias (1963)
10.º) Assassinato a Bordo (1964)
11.º) The Smallest Show on Earth (1957)
12.º) O Rato na Lua (1963)
13.º) Gente Muito Importante (1963)
14.º) Pequeno Paraíso (1943)
15.º) A Condessa de Hong Kong (1967)
16.º) Miss Robin Hood (1952)
17.º) Os Crimes do Alfabeto (1965)
18.º) Innocents in Paris (1953)

Extraído de Melhores Filmes